quinta-feira, outubro 23, 2008

Imigração - Francês no Québec - Cai a obrigatoriedade antes de chegar lá?

Amigos de jornada,

A grande "paulada" do dia foi a notícia sobre a declaração da Ministra da Imigração, Yoland James, que declarou que o Québec não deve exigir que os futuros imigrantes já cheguem a Província com conhecimento da língua Francesa, mas que haverá sim incentivo para que estudem já em seu país de origem via "Francisation En Ligne" e também na Francisação já no Québec.

Essa notícia tem agitado muito os diversos fóruns sobre imigração e dividido muito as opiniões em relação a essa possível alteração no processo de imigração.


A ministra da Imigração, Yolande James

Abaixo segue o link da notícia veiculada pela Cyberpresse, confiram e tirem suas próprias conclusões.


Particularmente acho estranho essa medida, me parece uma atitude meio desesperada para não "perder" imigrantes na Província. Acho também que isso acarretará numa maior demora aos imigrantes para entrar no mercado de trabalho Quebecois e também no cotidiano da Província que é Francofóna. Por conseqüencia isso deve trazer mais custos para o governo do Québec que terá que investir ainda mais nessa empreitada para atrair novos imigrantes.

É isso amigos, vamos ver o que vai acontecer no decorrer do período, certo?

Um grande abraço e até mais,

Ricardo

2 comentários:

les disse...

Salut mon ami!!
Não precisam quebrar os cotovolos, logo logo vcs. estarão aqui viverão essa felicidade que temos experimentado.

Eu acho que esse negocio de não exigir francÊs (seja como pré requisito ou pós) não deve durar. A ministra dessa forma pode acabar perdendo o apoio da população. Esse negocio de ter orgulho do francÊs aqui é uma coisa muito forte para os quebecoises, vcs. vão ver quando estiverem aqui... Uma das justificativas do governo perante os quebecoises para incentivar a imigração é exatamnente manter a lingua (embora na pratica a gente saiba que é para substituir os baby-bommers que estão se aposentando), como justificarão de hora para outra uma mudança? E vc tem razao quando diz que para o imigrante se colocar no mercado, é fundamental falar francês, mesmo que capenga e mesmo que ele vá trabalhar em uma empresa 100% anglofona.
bjos
Erika
www.leslapins.wordpress.com
PS: vamos tentar falar no domingo sim!

Elaine disse...

Olá, sou Elaine, futuramente vou enviar a documentação para o escritório em S.P,tenho algumas dúvidas,gostaria de saber como foi a entrevista e é verdade que não estão mais exigindo o idioma francês ? Então a entrevista está sendo em Português?Aguardo anciosa a sua resposta.Vamos manter contatos.Tchau, muito obrigado!!